Páginas

domingo, 17 de outubro de 2010

Duas Paixões

Bom, como disse, estou voltando com a minha fanfic, mas eu disse que fiz algumas modificações, até mesmo o nome mudou, agora se chama: Duas Paixões. Espero que gostem.

Duas Paixões

A vida consegue ser realmente imprevisível.

Quando achamos que todos os planos podem dar certo, as situações resolvem tomar outro rumo, mudando o percurso o qual sempre imaginei e planejei.

Queria apenas continuar sendo a Kristen, aquela alegre e divertida que sempre foi apaixonada por uma única pessoa. E que estava muito bem, obrigada com seu amor platônico.

Mas quando o percurso muda, faz enfrentarmos os nossos piores medos e aquilo do qual a gente mais fugiu. No meu caso: casamento e abandonar meu amor platônico.

Eu iria fazer isso pela família, apenas por ele que mudaria todos os meus planos.

Mas é como eu disse... Quando você acha que já foi surpreendida de mais pela vida, acontecem coisas que nunca se imaginaria possível acontecer...

Tudo pode mudar... E de uma hora para outra.

"Uma das melhores coisas na vida são as maravilhosas surpresas que nos reserva." (Marlo Thomas)



1° Capitulo – Decisões mudam tudo, completamente tudo...


O despertador tocou anunciando um novo dia de batalhas. Sim, de batalhas, contra os estudos, recuperações, formatura, ingresso na faculdade...

Tomei minha ducha, vesti o uniforme e desci apressada para o café. A minha vida estava uma loucura total ultimamente.

Com baile, formatura, curso de teatro, escola estava a ponto de me fracionar para conseguir dar conta de tudo.

Meu pai buzinou impaciente para que eu fosse para o carro. Já estava atrasada.

Cheguei à escola e encontrei a doida na frente da escola andando de um lado para o outro.

- Ash!- acenei
- Vanessa, finalmente! Vamos, estamos atrasadas!- me puxou para o interior da escola

Estávamos perto de terminar o colegial. Praticamente 2 meses nos separavam da tão sonhada liberdade pós-colegial e o futuro aprisionamento na faculdade.

Estavam todos eufóricos. A primeira aula de hoje era história, sentei atrás já entediada, nunca me dera bem nessa matéria, mais por algum milagre havia tirado boas notas na matéria nesse bimestre.

Senti algo vibrar no meu colo. Apanhei a bolsa e a revirei atrás do celular.

De: Missash
Para: Divanessa

Já viu a novidade do seu “Love”?

Por que ela insistia em me chamar de Divanessa?

De: MissEfron
Para: Voadora

Ah que ele e a Megan jantaram no maior clima ontem?

Esperei um minuto até a próxima mensagem.

De: Missash
Para: Divanessa

Exatamente. É tão meloso que me dá enjôos.

Mordi o lábio inferior para conseguir ficar séria. Ash com certeza não tinha papas na língua.


De: MissEfron
Para: Voadora

Concordo totalmente...

Quando iria clicar para enviar mensagem não consegui achar o celular. Oras, onde foi parar?

Olhei para o alto e dei de cara com a expressão nada legal da professora.

- Senhorita Hudgens e Tisdale, poderiam me acompanhar até a secretaria, por favor?
- Mas profe...- Ash foi interrompida
- Agora!- disse dura

Me arrastei até a sala da diretora. Ash e eu fomos enviadas para a detenção. Passaríamos o resto da manhã pintando malditas árvores.

Fora isso o dia foi bom. A tarde Ash e eu, que éramos vizinhas praticamente, já que ela morava três ruas da minha, fizemos alguns trabalhos pendentes e ensaiamos para a peça de final de ano.

Durante a noite, enquanto navegava na internet olhando noticias do meu grande amor, decidi ligar para Ashley e avisar que tinha conseguido baixar o livro que ela tanto queria. Peguei o telefone ao meu lado e apoiei no ouvido, estava prestes a discar, quando ouvi a conversa...

“Entenda Greg , sinto muito, mas o acordo terá que ser esse. Uma mão lava a outra, preciso de uma esposa para meu filho e você de um empréstimo para salvar a empresa. Por ironia, você tem a filha e eu o banco. Não me interprete mal, aprecio fazer negócios com você, mas estou tentando manter os meus...” – disse uma Voz que eu não reconhecia e com um sotaque engraçado
“Claro, entendo perfeitamente, você sempre me ajudou nos negócios, não é por causa de uma clausula que ficarei chateado... Verei o que posso fazer definitivamente minha filha nunca aceitará casar com um estranho...”
“Oras, não seja por isso. Dê um tempo para que os dois se conheçam... Scott realmente é um bom partido, tenho certeza que um mês será suficiente para que os dois se entendam...”

Congelei na cadeira,

“Não sei... Tudo bem, mande seu filho vim, prepararei minha filha para a noticia!”
“Provavelmente amanhã pela noite já estará ai!”
“Ok, obrigada...”

Não faço idéia de como a conversa terminou, o telefone deslizou das minhas mãos. Não acredito que meu pai estava me entregando de bandeja e com uma maçã na boca para um estranho...

O pior, ele me faria desistir de meus planos, do meu amor pelo Zac para me casar com um desconhecido?!

Tive vontade de gritar, e foi o que fiz...

- AAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAA – disparei para a sala onde minha mãe deveria estar

- Meu Deus, o que está havendo? – perguntou horrorizada

Me sentei ao sofá, sentindo as pernas falharem e um aperto no peito. As lágrimas se desfizeram como um nó preso.

Minha mãe não sabia o que fazer, andava, colocava a mão na cabeça e me olhava atônita. Meu pai logo apareceu, com um olhar vago, triste, preocupado.

- O que está havendo?- perguntou ao meu lado
- Eu sei de tudo!- coloquei a cabeça entre as pernas e choraminguei
- Oh!- meu pai e minha mãe disseram em uníssono

Minha mãe sentou ao meu lado e passou a mão por minhas costas.

- Vanessa, precisamos conversar... - meu pai começou. O interrompi.
- Não temos o que conversar, o senhor estava... - engoli seco- Me negociando por telefone. Vai me trocar por um empréstimo!- disse horrorizada
- Vanessa, não é bem assim!- disse duro- Eu disse que conversaria com você, e não negociei minha filha, quero apenas saber sua opinião sobre isso. Estou pedindo que você se case...
- Com um cara que eu nem conheço, nem ao menos o amo...!
- Calme, Scott chegará amanhã. O combinado foi que teríamos dois meses, se você realmente não gostasse um pouco do garoto, acordo desfeito, mas se caso você goste dele, poderão se casar e conseguirei o empréstimo que preciso!

Meu pai e minha mãe me olharam esperançosos.

- Mande ele vim, mas duvido que alguém me conquiste. Meu coração já tem dono, e vocês sabem quem é!- me levantei para sair
- Não brinque Vanessa, Esse tal de Zac nem ao menos sabe que você existe!- meu pai zombou
Virei-me furiosa para fitá-lo
- Não, ainda!- sai batendo os pés.

Tranquei a porta e me deitei. Rolei até alcançar a mesa de cabeceira onde estava um porta retrato com a foto dele...

Quem é ele?

B.O de Zac Efron:

- Alto,Cabelos loiros e liso, olhos azuis piscina, corpo atlético, bonito (até de mais), simpático, carinhoso, romântico.

- Estrela teen, ou seja, devem existir 5.444 mulheres loucas por ele.

- Infelizmente tem namorada, a sortuda é Megan (vadia) Fox ,não gosto dela –‘ por mim ele ficaria com qualquer uma, inclusive eu! Menos uma nojenta que não merece um fio do cabelo dele.

- Além de tudo é atencioso com as fãs, mas até hoje não consegui realizar meu sonho de conhecer ele! Apesar de ter mandado cartas e e-mails para tudo quanto é programa de televisão, já apelei até pro Ellen Degeneres show.

Tive vontade de gritar e chorar. Todos na minha família tinham certeza de duas coisas:
1-       Eu amava Zac, iria em breve atrás dele
2-       Eu abominava casamentos, na minha família essa era uma palavra azarenta. Não queria me casar nunca, a não ser com o Zac, claro.

A raiva me consumia, não queria um noivo, muito menos um... Marido.

Ugh! Que raiva! Afundei o rosto no travesseiro.

E foi assim que adormeci...

Acordei com uma bela dor de cabeça. Me levantei e senti o estômago embrulhar, olhei no espelho e me deparei com olheiras enormes. Eu estava um caco!

Fiz minha higiene e me troquei. Quando desci encontrei os dois se encarando na cozinha.

Fingi que não havia ninguém ao meu redor e tomei meu café tranquilamente.

- HÁ! – minha mãe gritou e quase me fez derrubar o café – Ganhei espertinho!

O que? Sério que eles estavam brincando de quem ri primeiro?

Depois quando digo que vivo ao redor de loucos não acreditam...

Fiz cara feia para a panqueca a minha frente.

- Scott virá jantar conosco Vanessa!- minha mãe estava animada

A olhei com indiferença e voltei a comer.

- Não precisa ficar com essa cara feia, vocês vão apenas se conhecer. Como amigos... Se você não gostar dele, simples: Não se case e ele sumirá da sua vida!

Minha mãe falando assim fazia tudo parecer fácil. Espero que seja tão fácil quanto ela fala...

Tamborilei os dedos sobre a escrivaninha. Estava emburrada. Estava na hora do tal jantar com o carinha lá, mas não estava com pique.

Eu quero apenas o Zac, será que é difícil entender?

Bufei pela 1542164 vez hoje e olhei meu armário. Peguei a primeira roupa que vi e me vesti. Pelo menos era algo decente...

Desci as escadas ainda de cara fechada.  Estava prestes a pisar no último degrau quando ouvi a porta abrir.

Dei uma espiada e vi minha mãe e...

QUEM SER AQUELE?

Tive a sensação de babar, literalmente. Era a criatura mais linda que já havia visto ao vivo – Zac em primeiro lugar sempre! – Alto, pele oliva, cabelos desgrenhados, olhos castanhos atrativos.

Fechei a boca e arrumei meu cabelo. Depois de já estar perto da porta, joguei meus cabelos. Uh! ADOROOO UM CHARME!

- Um prazer conhecê-la Senhora Hudgens!- beijou a mãe da minha mãe, que quase derreteu
- Prazer Scott!- sorriu tímida

Se voltou para mim.

- Presumo que seja a senhorita Hudgens. - abaixou a cabeça em sinal de respeito
- Sou Vanessa!- por impulso sorri de orelha a orelha

Ele pegou a minha mãe e depositou um leve beijo.

- Prazer Vanessa, sou Scott!
- O prazer é TODO meu!- acho que entonei de mais o “todo”

Meu pai- estraga prazeres- logo apareceu e puxou conversa. Acompanhei minha mãe até a sala.

Levei um susto quando avistei quase toda minha família sentada, sorrindo destraida.

De onde apareceram?

Scott educadamente cumprimentou todos, avó, tias, o cachorro, o gato, o periquito... Mentira!!Haha! Eu nem tenho bicho de estimação...

Nos seguimos para a sala de jantar e me deparei com um jantar requintado.

- Bom Scott... Fique a vontade... Espero que goste! Minha mãe disse sorridente
- Claro!- Scott sorriu torto...morri e fui pro céu *-*

Nos sentamos a mesa e servimos, meu pai começou a falar sobre futebol, então logo me desliguei do assunto, logo depois ouvi minha mãe falar sobre casamento...essa palavra me dá arrepios.

- Bom, claro que se nos casarmos ela não precisa se dedicar totalmente ao casamento, ela poderá sair com as amigas, estudar em uma boa escola, quero muito que ela conheça as faculdades da Inglaterra são maravilhosas!- disse e sorriu discretamente para mim
- O que acha Vanessa?- meu pai perguntou
- Eu tenho tempo para achar alguma coisa pai!- eu disse indignada, afinal por que todos têm que me lembrar desse... Casamento?!

Ugh! Bufei de novo. Era uma atitude infantil, mas meu nível de chateação era pior do que de uma criança quando não ganha presente de natal!

Sai da mesa e fui para meu quarto, ao entrar me deparei com o meu amor de verdade, aquele ao qual eu conto tudo, Zac. Meu pôster que eu havia colado a um ano atrás, mas que estava intacto.

Me deitei na cama e deixei os pensamentos dominarem...Minha mãe sempre soube,desde criança que eu disse que se tinha uma coisa que eu não iria fazer tão cedo é me casar...essa palavra me dá pavor...por que insistiam em me torturar com a pior das torturas?

Ouvi a porta se abrir, meus olhos estavam fechados estava difícil abrir,aposto que minha mãe veio brigar pela minha falta de educação ao sair da mesa sem pedir licença e blábláblá...

Esperei ela começar a tagarelar e nada, esperei mais cinco minutos e nada, será que eu estou ficando louca? Com muito esforço abri os olhos e me deparei com meu noivo... Um frio percorreu minha espinha ao falar essa palavra.

- Desculpa ter invadido seu quarto, sua mãe ficou preocupada... - Scott disse atencioso
- Não têm problema... Quem deve desculpas sou eu! Fui grossa durante o jantar... Mas olha não leva pro lado pessoal, eu só não quero me casar, sabe tudo isso, ficar noiva e casar é muito difícil para mim, essas são palavras que me causam calafrios e...- Fui interrompida pela voz aveludada dele.
- Hey! Não se preocupa eu também não escolhi me casar agora... Mas meus pais fazem muita questão... Por que segundo eles um lorde tem que se casar no mínimo aos 25 anos e eu tenho 24... Eu entendo que eles estão preocupados com minha “reputação” como lorde... Mas Vanessa é um casamento, não uma prisão você vai poder fazer o que quiser: sair com amigos, estudar se divertir, e eu não mordo ok?!- Scott sorriu sinceramente
- Você é um lorde?- quase gritei
- Sou... - sorriu da expressão que fiz
- UAU!- foi tudo que consegui falar diante de meu estado de choque

O que um lorde estava fazendo sem esposa? Afinal, bonitão, rico e ainda por cima da nobreza...

- Nossa... Você falando assim... Que chato essa situação né?! Casar para conservar uma “reputação”... - desconversei
 - É... Mas acho que vai ser legal... Pelo menos quero tentar! Mas se você não quiser tentar eu entendo!- abaixou a cabeça, foi uma cena deprimente
- Quem sabe nesse tempo a gente não se conhece melhor?!- eu sugeri
- Claro!- sorriu, ele olhou para mim e depois desviou o olhar para o pôster na parede e sorriu
- Que foi?- eu perguntei enquanto seguia para o lado do meu pôster
- E esse quem é?!- Scott perguntou
- Bom... Esse é o amor da minha vida!- eu disse com os olhos brilhando
- Uau! Ele não é aquele cara do filme... - Scott falou, mas foi interrompido por mim!
- Isso mesmo! Zac Efron, o amor da minha vida, desculpa falar assim, mas eu acho que posso arranjar um espaço para você!- eu disse sorrindo e ele sorriu junto
- Claro!- sorriu torto, mas ao mesmo tempo sério
- Hey, você vai mesmo aceitar dividir meu amor com ele?- eu disse apontando para o pôster
- Claro, eu posso sobreviver a isso!- ele disse e sorriu torto de novo, ah to no céu *-*
- Nossa... Todos os meus namorados nunca aceitaram esse meu “amor” pelo Zac, quando eles vinham aqui em casa e viam o pôster dele me mandavameu arrancar ou começavam a falar mal dele... Coisas desse tipo... - eu disse me sentando ao lado dele
- Eu não posso te obrigar a deixar de “amar” ele, o que posso fazer é tentar conquistar esse seu amor nem que seja um pouquinho!- ele disse olhando pro teto... Onw ta tímido *-*
- Se você continuar falando assim não vai demorar muito para isso acontecer!- eu disse... Omg eu disse mesmo isso?

Scott olhou para mim surpreso, eu também estava surpresa com o que acabara de acontecer, mas até que ele era legal e bonito também : P

- Bom... Eu tenho que ir! Mas volto amanhã.  Tchau!- ele disse e saiu
- Tchau! – acenei para o nada, já que ele já tinha saído.

Dessa vez deitei e adormeci. Sonhei com o... Zac grande novidade! Só que dessa vez o sonho foi diferente...

Eu estava em um lugar muito bonito, parecia um campo de rosas, mas perto tinha um lago de água bem azulada e um casebre bem arrumadinho em frente ao lado, o Zac aparecia todo sorridente e depois Scott também aparecia e os dois se olhavam e olhavam para mim.
- Vamos Vanessa! Quem você prefere?- Zacperguntou
- Escolha com quem você quer ficar!- Scott disse
- Eu quero ficar com os dois!- eu disse espantada
- Vanessa você deve escolher!- Zac disse novamente
- Não! Eu amo você... - fui interrompida por Scott
- Então fique com ele!- disse triste
- Mas eu também amo você!- eu disse entre lágrimas
- Escolha!- Zac e Scott disseram em uníssono

Acordei assustada. Ufa, foi um pesadelo!

Olhei o relógio que marcava 09h00min

Uma bela manhã de sábado!

Me arrumei para o ensaio da peça que haveria daqui poucos minutos. Depois passei o resto do dia no quarto, pensando...

Tudo que estava acontecendo, de ontem para hoje mudaria tudo.

Teria diversas decisões a tomar:

1-       Deixar ou não o meu amor platônico por Zac? Meu ídolo?
2-       Aceitar noivar com Scott durante algum tempo?
3-       Escolher entre casar com Scott ou ir atrás de Zac?
4-       Desistir de meus planos que me levariam até Nova York, onde cursaria artes cênicas na Julliard?

Realmente decisões podem mudar tudo, completamente tudo.



Espero que tenham gostado, comentem, por favor *-*
Amo vses, beijinhos!
 

3 comentários:

Guii disse...

eee tava com saudades da fics realmente incrivel de vdd =D continue postando bjos

Karoline..♥ disse...

Aiiin tá lindo!
Amei o primeiro capitulo!
Super demais!

Anônimo disse...

Aii qe fofis*-*
Ameii
Tá super maravilhoso!
posta logo..bjos